Palavra de quem entende

Sumi é verdade...mas estou aqui novamente e super empolgada porque trago mais um profissional para a sessão "Palavra de quem entende". Desde antes de começar o blog eu já pensava em realizar essa entrevista. Vou contar um pouco a história para contextualizar o assunto. Lá na agência que trabalho, conheci o Daniel Nottinghan que ficou lá por pouco tempo (uma pena!), pintou logo outra oportunidade melhor. Uma vez conversando com o Daniel comentei que gostava de decoração e ele falou que sua mãe era designer de interiores e me deu seu cartão de visita. O que me chamou a atenção foi ler "projetos luminotécnicos". Ainda não tinha ouvido e nem lido esse termo entre o material de decoração que eu já acompanhava.

Bom...guardei esse cartão de visita e o Home doce Home nasceu. Quando pensei na ideia de entrevistar profissionais da área eu me lembrei da mãe do Daniel e, lógico, coloquei a minha ideia em prática. Depois de estrear essa sessão com o Marcelo Rosenbaum, trago para vocês Aparecida Notthinghan.

Confesso que não conhecia seu trabalho antes, mas ao ler suas primeiras respostas (as perguntas foram enviadas por e-mail), já virei sua fã. Afinal, ela nunca desistiu do sonho de trabalhar com decoração e depois de criar seus filhos, já com 38 anos cursou uma faculdade e se formou em Designer de Interiores, pela Universidade Gama Filho.

E ela já começa o e-mail dando uma aula para quem pensa que é difícil conciliar tudo na vida: "me desculpe a demora no retorno, mas é aquela vida de mãe, esposa, dona de casa e mulher de negócios...... pelo menos para mim é nessa ordem!  Não sei se tenho muito a oferecer a suas leitoras pois tenho um grave defeito o de não registrar as obras após o término, mas ainda aprendo."
Eu pelo menos já aprendi e muito com as respostas dela, espero que vocês também.O post ficou longo, mas vale a pena ir até o final!



Home doce Home - Quando você descobriu que essa era a profissão que queria seguir?

Aparecida - Sempre me interessei pelo assunto de decoração, deve ter vindo de berço pois quando criança via a minha mãe resolvendo  tudo do que se refere à reforma dentro de casa, mudava móveis de lá para cá, além de quebrar parede etc... isso, sem arquiteto, quando muito tinha um... era um mestre de obras.
 Já adulta e com filhos a necessidade falou mais forte e entrei no mercado de trabalho pelo ramo de comércio têxtil (hoje somente meu marido fica com esse setor). Bem mais tarde aos 38 anos e com os filhos já criados pude transformar o antigo sonho em realidade. Me formei em Designer de Interiores pela Universidade Gama Filho, (acho o curso de Arquitetura essencial, entretanto não queria mais perder tempo) e ainda mais que eu sabia que iria trabalhar especificamente com interiores. Hoje mantenho parcerias com arquitetos ou engenheiros se necessário em projetos que assim o necessite.
Durante a formação de Designer viajava diversas vezes para São Paulo e nessas idas aproveitava para fazer cursos rápidos de Iluminação na sede da Philips, sempre me atualizando.... achava ruim porque havia pós graduação disso e daquilo na área de designer mas tudo em São Paulo e aqui...nada. Enquanto isso eu ia só fazendo cursos rápidos de atualização. Há uns quatro anos abriu a 1ª pós graduação para nossa área aqui em Fortaleza e se intitulava "Pós Graduação em Designer de Interiores e Iluminação" . Foi quando abracei de vez já que tinha base na área de Iluminação devido aos pequenos cursos, aí foi um pulo.


Home doce Home - Você trabalha com Design de Interiores, Ambientações e Projetos Limunotécnicos, dos três o que mais gosta e porque?

Aparecida - Vejo o Designer de Interiores, a Ambientação e a Iluminação como produtos que se complementam e claro fazem a diferença no final da obra. Gosto de EXECUTAR projetos, pode ser mobiliário, luminotécnico ou mesmo especificação de materiais. Prefiro pegar desde o começo ou reformar algo que está caindo aos pedaços é super legal ver a transformação e a satisfação do cliente no final do processo. Isso para mim já é uma realização.

Home doce Home - Uma iluminação inadequada pode colocar a perder a decoração?

Aparecida - Se for um abiente diurno, como o de trabalho ou o de salas de aulas temos de nos preocupar se a quantidade de luz é satisfatória, se gera sombras, se existe ventiladores gerando reflexos,etc...seja essa luz natural ou artificial. Ou seja um profissional de iluminação também pode trabalhar com luz natural (no caso do dia) que muitas vezes não é aproveitada.
E quanto ao ambiente noturno isso sim, faz muita ou toda a diferença. A Iluminação adequada permite que se evidencie alguns produtos, objetos de arte ou "cantinhos especiais" dentro de um espaço que já possui iluminação geral. A Iluminação pode trazer sensação de prazer ou mesmo repulsa de um ambiente "isso é instintivo" só depende de como utilizá-la.

Home doce Home - Porque as pessoas investem pouco em uma iluminação mais elaborada?

Aparecida - Uma iluminação mais elaborada requer estudo do ambiente e consequentemente um profissional capacitado para o tal. Muitas pessoas nem imaginam que é possível se contratar um profissional para fazer um projeto adequado de iluminação residencial ou comercial também não imaginam o mal que faz a nossa visão a simples utilização de lâmpadas em locais inadequados à leitura e por aí vai..... nos acostumamos e só mudamos de atitude quando olhamos para o vizinho que já vez uma pequena modificação e ficou "ótimo". Um projeto não sai caro e vale a pena, o material se paga com a boa utilização dos recursos.

Home doce Home - É possível investir em iluminação sem gastar muito?

Aparecida - Depende do que se vai iluminar. É possível em residências e restaurantes quando se trata de iluminação geral mas se partirmos para iluminação de destaque com lustres, etc... começa a encarecer. Já o setor de comércio como lojas de vestuário, sapatarias, jóias ou mesmo galerias de arte requerem mais cuidado na especificação pois a luz é capaz de desbotar uma peça, camuflar a cor de um tecido ou até mesmo prejudicar a tinta de uma tela.

Home doce Home - Que dicas você daria para quem quer sair do convencional e não pode gastar com a contratação de um profissional específico?
Aparecida - Sempre usar o bom senso, dar preferência para lâmpadas eletrônicas econômicas, preferencialmente de marca boa pois a iluminação é melhor e tem garantia de 1 ano. Utilizar tons mais quentes (branco âmbar) nos ambientes mais íntimos e sala, pois traz sensação de relaxamento. Deixar as lâmpadas de tons bem brancos para cozinha e área de estudo ou leitura que é justamente onde se mantem mais alerta.
Luminária pendente em algum "cantinho" também é super bem vinda, além de luminárias de piso, abajours, arandelas tudo para deixar o ambiente bem acolhedor.
  

Luminárias artesanais feitas com garrafas pet

Luminárias criadas para a Barraca Terra do Sol, na Praia do Futuro

Na premiação do concurso Norte/Nordeste da Docol

Serviço:
Aparecida Nottinghan
e-mail: apnott@hotmail.com

P.S.: Aprendi a lição contra os plagiadores de plantão. Conselho de outras blogueiras, inseri a marca que criei para o Home doce Home no twitter, nas fotos cedidas pela entrevistada. A Flávia do Decoracasa encontrou uma forma de denunciar os plagiadores. Participe também e vamos todas juntas combater esse tipo de prática!
P.S. 2: Muito obrigada a todas que deixaram mensagens de carinho no meu aniversário. Minha alegria ficou ainda maior com a mensagem de vocês!  

6 comentários:

Nana disse...

hum.. mais que chiq hein amiga..
adorei a reportagem...
quando eu for uma grande decoradora você vai me entrevistar também??
hehehe
beijooooss

Daniboy disse...

Show de bola essa entrevista. Até parece que é minha mãe... rs

Cris Tear disse...

Gostei da entrevista. Não conhecia esse tipo de profissional, mas sem dúvida muito importante. Parabéns.

Rita Vieira disse...

Você está praticamente a Marília Gabriela da blogosfera "decoratística"...é uma loucura! rsrs

Parabéns, amiga!

Adorei!

Janete Pinho disse...

Muito legal a entrevista. E com certeza uma boa iluminação faz toda a diferença numa decoração.
Beijos,

Fernanda de Oliveira disse...

Oi amiga, como vc está?

Primeiro quero pedir um milhão de desculpas por não ter te dado os parabéns no dia certo, e nem vou tentar arrumar uma desculpa, pois eu sei que é imperdoável uma falta dessas... tô muito chateadinha viu!

Vou tentar consertar e te desejar agora toda felicidade do mundo, que todos os seus sonhos se realizem e que Deus te abençoe por todos os dia de sua vida! (por favor, aceite, é de coração viu!)

Agora quero dizer que achei chiquérrima sua nova entrevista! Mas vc tá ficando poderosa hein!!! Parabéns!

Tô aqui aguardando ansiosamente meu pacotinho e tenho certeza que ficará lindo sendo feito por suas mãozinhas! Não se preocupe com a perfeição, vou amar por ter sido feito por você!

Ontem eu ganhei um carrinho desses da Dri, mas não se preocupe, minha geladeira é grande e tem espaço pra tudo viu! rsrs

Beijão grandão e lindo fds pra vc =)

Related Posts with Thumbnails
top